O momento de abrir uma empresa é um dos mais importantes na vida de um empreendedor. Com isso, é fundamental que ele tenha em mãos um plano de negócios, que se responsabilize por guiar toda a sua trajetória.

 

Afinal de contas, são várias as decisões que envolvem a abertura de um negócio. O que demanda que o empreendedor busque conhecimento técnico e seja assertivo em cada uma das etapas deste processo.

 

Deste modo, o plano de negócios é uma ferramenta que vai contribuir na escolha do melhor tipo de empresa. Isso porque, existem diferentes modelos de negócios que determinam como será feita a gestão empresarial.

 

Sendo assim, que tal compreendermos como escolher o melhor tipo de empresa que será aberta? A fim de proporcionar um entendimento específico sobre o assunto, nós preparamos este artigo para você!

 

Acompanhe com atenção e descubra como elaborar um plano de negócios para a sua empresa!  Vamos lá?

 

Leia também o conteúdo sobre o assunto Encargos Trabalhistas: quanto custa manter um funcionário?

 

O que é um plano de negócios?

Quando um empreendedor decide abrir o próprio negócio, ele precisa se atentar a todas as especificidades envolvidas no empreendedorismo. Com isso, ter em mãos um bom planejamento é fundamental.

 

A fim de planejar não somente a abertura da sua empresa, mas como será feita a sua gestão, um plano de negócios se apresenta como uma alternativa assertiva, além de um parceiro estratégico dos gestores.

 

Isso porque, estamos falando de um projeto que determina como uma empresa irá funcionar. O que evita que a gestão empresarial cometa erros que possam acabar comprometendo a sua estrutura.

 

Deste modo, por meio do plano de negócios, um empreendedor vai definir quais são os seus principais objetivos e quais são os melhores caminhos para que seja possível alcançá-los com assertividade.

 

Sendo assim, é no plano de negócios que o empreendedor decide qual é o melhor tipo de empresa que será aberta. Inclusive, o que você acha de compreender melhor como escolher o modelo ideal para as suas expectativas?

 

Continue acompanhando o nosso conteúdo para entender quais são os principais tipos de empresas disponíveis no mercado.

 

Leia também o nosso artigo sobre o assunto: Como uma consultoria tributária pode ajudar a sua empresa?

 

Como definir o melhor tipo de empresa?

O primeiro passo para escolher qual o melhor modelo de empresa para a estruturação de negócios é compreender quais são os tipos existentes no Brasil.

 

Deste modo, acompanhe conosco os principais tipos de empresas disponíveis para quem deseja começar o próprio negócio:

 

  • Empresário Individual (EI);
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI);
  • Microempreendedor Individual (MEI);
  • Sociedade Limitada (LTDA); Anônima (SA) e Simples (SS).

 

Sendo assim, o correto entendimento de cada um dos modelos acima é indispensável para a abertura de uma empresa. Isso porque, eles possuem especificidades próprias sobre a gestão empresarial.

 

Ou seja, por meio do seu plano de negócios, será possível definir questões fundamentais sobre um negócio, como faturamento, funcionários, entre outros assuntos.

 

Portanto, acompanhe a seguir e conheça as principais características de cada um dos tipos de empresa. Vamos lá?

 

Acompanhe também o nosso artigo sobre o assunto: Pagamento de Impostos: como saber se sua empresa está pagando corretamente?

 

Empresário Individual (EI)

A primeira opção que pode ser levada em consideração em um plano de negócios é a abertura de uma Empresa Individual (EI). Aqui, o empreendedor vai atuar sozinho, sem a presença de nenhum sócio.

 

Deste modo, ele terá que definir o porte da sua empresa. Assim, ele possui diante de si duas opções:

 

  • Microempresa (ME);
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP).

 

Como ME, a sua empresa poderá faturar até R$ 360 mil por ano. Já como uma EPP, o limite de faturamento se apresenta como R$ 4,8 milhões.

 

Uma das principais características de uma EI diz respeito ao patrimônio do empreendedor, que acaba se atrelando ao da empresa. Isso significa que os recursos pessoais podem ser utilizados para quitar débitos empresariais.

 

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Uma segunda opção para os empreendedores que desejam abrir um negócio sozinho é a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

 

Diferente do modelo anterior, o patrimônio da pessoa física não se associa ao patrimônio da pessoa jurídica. Ou seja, a empresa responde por si só.

 

No entanto, para abrir uma EIRELI, o empreendedor precisa ter um bom patrimônio e de um capital social equivalente ao valor de 100 salários mínimos em vigor.

 

Aproveite para acompanhar também o nosso artigo sobre o: e-Social Doméstico: quanto custa manter uma funcionária doméstica?

 

Microempreendedor Individual (MEI)

No momento de elaborar um plano de negócios, se formalizar como um Microempreendedor Individual (MEI), também se apresenta como uma opção viável para quem deseja empreender sozinho.

 

Contudo, o MEI é uma categoria repleta de restrições para os empreendedores. Acompanhe a seguir algumas delas:

 

  • Limite de faturamento de R$ 81 mil anuais;
  • Contratação de apenas um funcionário;
  • Não ter participação ou ser sócio em outra empresa;
  • Se enquadrar na lista de atividades permitidas.

 

Além disso, ainda existe a possibilidade de abrir uma empresa com a presença de um ou mais sócios. Confira a seguir quais são as principais opções.

 

Sociedade Limitada (LTDA)

Ao optar por abrir uma empresa com a companhia de um ou mais sócios, é possível abrir uma Sociedade Limitada (LTDA).

 

Aqui, cada um dos sócios possui a sua responsabilidade de acordo com o número de cotas de capital que foram investidas por cada um. Logo, cada sócio tem uma participação sobre a empresa.

 

Além disso, acompanhe também o nosso artigo sobre: Pensando em abrir um comércio? Conheça as tendências do mercado varejista.

 

Sociedade Anônima (SA)

Uma segunda opção para quem deseja empreender com um ou mais sócios é escolher uma Sociedade Anônima no seu plano de negócios. Aqui, os sócios são conhecidos também como acionistas.

 

Deste modo, é feita uma divisão entre o capital aberto e o fechado de uma empresa. Sendo que o primeiro as ações são negociadas na bolsa, enquanto o segundo a divisão é feita entre os sócios ou até mesmo convidados.

 

Sociedade Simples (SS)

Por fim, o empreendedor também pode decidir, junto dos seus sócios, abrir uma Sociedade Simples. Aqui, o foco é oferecer serviços no mercado.

 

Desta forma, a sociedade é formada por dois profissionais que possuem atuação no mesmo segmento. É o que possibilita que a atividade-fim seja desempenhada em um negócio aberto.

 

Portanto, você acabou de acompanhar quais os tipos de empresas que devem constar em um plano de negócios. O que você achou? Caso tenha dúvidas, compartilhe conosco por meio dos comentários!

 

No momento de abrir uma empresa, não se esqueça de contar com o suporte de um serviço especializado, como a Contably Contabilidade Digital. Trabalhamos focados na excelência do atendimento ao seu segmento, com agilidade e pontualidade.

 

Tudo para que sua empresa tenha a tranquilidade de saber que suas obrigações fiscais, contábeis e trabalhistas estão sendo realizadas de acordo com a lei. Aproveite para entrar em contato conosco e descobrir como nós podemos te ajudar!

 

Não se esqueça também de acessar o nosso blog para acompanhar outros conteúdos como o que você acabou de ler!